Na manhã de terça-feira, dia 28/09/10, lá fui eu ter com o médico para fazer uma avaliação intermédia até à data que o médico prevera (sexta, dia 31/09/10) para o nascimento do meu piriko Afonso.

 

Começámos por fazer uma eco: tudo normal (bebé e líquido), logo poderia esperar mais um pouco para o nascimento (sim, porque para além do médico ser dessa opinião, eu sempre manifestei a minha apreensão em induzirem-me o parto, fruto de uma experiência menos boa).

 

Seguiu-se o CTG...

... O enfermeiro, bastante simpático por sinal, instalou-me os aparelhos necessários e toca de fazer o registo. Começou logo a acusar contracções, ao que o enfermeiro me disse que era bom sinal, mas que em princípio eram espaçadas. Ok, confirmava o que andava a sentir, contracções não dolorosas. À medida que o tempo foi passando começo a aperceber-me que o enfermeiro olhava várias vezes para o registo e a cara dele mudava de feições.

Às páginas tantas surge uma enfermeira e espreita o registo. Franze as sobrancelhas e diz-me: - "Está cheia de contracções!".

Entretanto desligaram-me o CTG e mandaram-me aguardar pelo médico.

 

Levei o papel do registo comigo para mostrar ao médico e aguardei cá fora com o pai piriko.

 

Pai piriko: "então o que se passou? Vi-te a entrar na sala de indução e fiquei aflito, mas entretanto falei com o médico e ele disse-me que não era para já, estavas só a fazer um registo para uma avaliação intermédia."

 

Eu: "Pois..., só não sei o que ele vai fazer com isto!" (mostrei-lhe o registo cheio de contracções ritmadas em cerca de 6 minutos)

 

 

Entretanto chega o médico, chama-me e diz: "disseram-me que está cheia de contracções, é verdade?"

 

Eu: "mais ou menos, veja";

Médico:"Elá! Eu não era para a observar, mas lá terá de ser..."

 

Lá fui eu para a marquesa ser observada. A dilatação mantinha-se, permeável a 1,5/ 2 dedos. Poderia ainda aguardar, segundo o médico sexta ou sábado era os dias perfeitos.

 

Posto isto, volta para casa e aguardar.

 

Fui almoçar com a Pat. que fazia anos e depois fui até casa descansar até à hora de ir buscar o piriko Diogo à escola.

publicado por pirikos às 14:15