Pirikos

pesquisar

 
Domingo, 05 / 12 / 10

Das consultas

O Diogo aos 3 anos está:

 

  • LINDO (ah, ok, é para falar da consulta! desculpem lá, é compulsivo)

 

  • Um verdadeiro piriko com "quase" (ena, ena) 14 kg:

 

para quem não sabe "piriko" deriva de piriquito, uma vez que este pirralho sempre foi peso pluma;

 

  • Mede 97 cm;

 

  • Deve continuar com alguma intolerância à lactose, pois sempre que bebe leite de vaca em natureza faz dejecções mais moles;

 

  • Tem um raciocínio fantástico e uma destreza motora de meter inveja;

 

  • Um sorriso delicioso e é muito sociável (e refilão e teimoso e chato e frita miolos e...);

 

 

O Afonso aos 2 meses está:

 

  • LINDO (Lá estou eu! É para falar da consulta, oh caramela!);

 

  • Está a ficar um verdadeiro piriko pois apesar da aparência rechonchuda não tem estado a aumentar grande coisa, tem 5,120 kg (a saga continua: lá ando eu  tomar promil, a tomar chá de funcho, a encurtar mamadas, etc. etc. - não sei bem se faz alguma coisa mas tenta-se tudo):

 

  • É um piolhito com 56 cm;

 

  • Palra imenso;

 

  • Segue com o olhar tudo e todos, mas em especial a mamã ("ganda" baba!);

 

  • Reage a estímulos com sorrisos fantásticos;

 

  • Anda melhor das cólicas desde que lhe introduzimos o milagroso Infacol;

 

  • As noites andam razoáveis -

o enfermeiro (especialista em pediatria) é da opinião de que não se devem acordar os bebés durante a noite, mesmo que, como é o caso, o aumento de peso não seja o esperado. Também desmistificou a questão do peso, pois se a mim me parece pouco, para ele o Afonso está lindamente se formos a ver o que tem aumentado num mês e não por semana.

É preciso ter em atenção de que estamos a falar de médias, e como todos sabemos as médias escondem realidades, pelo meio há os que aumento muito e os que aumentam menos, pelo que em média estima-se um percentil 50 para um aumento de 750 gr/mês, e neste caso o Afonso até aumentou mais. Estas explicações acalmam uma mãe, mas não a fazem descansar por completo, pois ando sempre com o coração nas mãos. Porém, sou exactamente da opinião de que à noite não se deve acordar os bebés, caso estes estejam a ter um desenvolvimento considerado normal claro. Ora se estão a dormir é porque precisam, não?. Eu pessoalmente não achava piada nenhuma se me acordassem a meio de um sono para me espetarem com uma "sandocha" na boca!!! Por outro lado, passei tanto (e ainda passo) com o Diogo para dormir que nem me passa pela cabeça voltar à depressão em que já andei...;

 

  • Portou-se lindamente com as vacinas. Na primeira não chorou, mas nas seguintes ficou muito sentido, mas não chorou muito e foi muito elogiado

uma das enfermeiras até disse: - "então, pá mas tu não choras? Assim, não gosto ;) "

 

 

Voltamos na quinta-feira só para eu sossegar (ou não) um bocado com a questão do peso.

publicado por pirikos às 12:05
Domingo, 10 / 10 / 10

Malvadas cólicas

Chiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiu!

 

Tenho de dizer isto muito baixinho: parece que o piriko Afonso é um bocadinho mais calminho que o Diogo era (que ninguém me ouça!)

 

Mas...

 

... pois é, gabei-o e pumba! Vieram as malvadas das cólicas que o fazem contorcer de dores e esta noite foi o verdadeiro "São João". Não fez sequer 2 horitas e mesmo essas foi sempre numa agitação total, sempre a contorcer-se de dor, coitadinho.

 

Agora, depois de uma longa massagem e estimulação (não queríamos mas o sofrimento dele dói na alma de qualquer um) está a fazer um sonito.

 

Na sexta-feira foi aflitivo, contorcia-se de dores, chorava desalmadamente, tentámos de tudo mas não sossegava. Cansada de o ver chorar (e a chorar a par com ele) agarrei-o junto a mim mesmo sem fralda. Nesse momento, deve ter-se sentido mais seguro e acarinhado e... ... sujou-me toda, escorria merda cócó que parecia que nunca mais acabava, ainda deu para rir no meio daquilo tudo.

 

Como ele ainda só tem 11 dias não lhe estamos a dar nada, estou a tomar o biogaia a ver se passa qualquer coisa na mama, vamos fazendo massagens e de vez em quando lá vai a técnica do bebegel.

 

 

 

 

Para quem não conhece aqui fica a dica:

 

agarra-se num tubo de bebegel, espreme-se o conteúdo para um sítio qualquer (é para deitar fora); corta-se o fundo da bisnaga do bebegel, de modo a que fique um tubo de ar; "molha-se" a ponta do tubo num bocadito do gel que retirámos ou num pouco de vaselina; introduz-se no rabito do bebé (com cuidado para não o magoar) e...

... atenção que por vezes sai a jacto!!! Mas depois é um alívio.

publicado por pirikos às 12:49
Map
Um blog sobre a aventura da gravidez e da maternidade!

O Diogo em Imagens

Abril 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

mais sobre mim

Uma família de Pirikos...