Pirikos

pesquisar

 
Quarta-feira, 14 / 12 / 11

Há semanas que não deveriam existir

E estas (e as duas anteriores) é uma delas, ora vejamos:

  • estou com uma brutal amigdalite que não consigo falar, engolir, nada...;
  • o Afonso continua a acordar 24537 vezes por noite e berra de tal maneira que acorda o prédio inteiro;
  • Cheira-me que o Afonso está a ficar doente, tem febres baixitas, mas estando eu assim e na creche já foi um para casa com varicela...;
  • O Diogo (ai ai, esta é a parte que me custa mais) não quer comer, literalmente. Já tentámos de tudo com recompensas, com castigos, a bem a mal, eu sei lá. Inventa tudo para não comer (doi-lhe a barriga, o joelho, provoca vómitos, está barulho e as coisas mais descabidas). Na escola também anda a fazer a mesma fita e ao que tudo indica é do foro psicológico, isto é, viaja "na maionese", inventa histórias só para não comer. Claro que há sempre quem diga - deixa-o ter fome que ele come. Sabem quantas vezes isto já aconteceu? O Diogo é do tipo de miudo que se não o lembrármos ele pura e simplesmente não come (nunca me hei-de esquecer do Agosto do seu primeiro anito em que a única coisa que comia era a papa do lanche, e o leite de manhã e à noite, e agora nem isso).
Posto isto, e uma vez que fui obrigada a ficar de molho em casa (com um carradão de testes, miseráveis, e autoavaliações para fazer) vou ali dar duas cabeçadas e já venho. Ah, e já estou a ficar elegante à força, ando há 3 dias sem conseguir comer nada, até para beber água me contorço toda. Está bonito!
publicado por pirikos às 14:51
Quinta-feira, 19 / 05 / 11

Uma família depravada

é o que devemos ser aos olhos de alguns clientes do Pingo Doce cá da zona.

 

Então não é que o piriko do Diogo sempre que vamos às compras encasqueta com o raio da prateleira dos preservativos (estão expostos junto à caixa de pagamento) e se põe a apontar e a dizer:

 

"Mãe, olha: este é mêlho (vermelho), este é melo (amarelo), este é azul..."

 

Faço ideia o que passa na cabeça de quem nos observa:

"olha p'raquilo, às tantas até é o puto que escolhe os preservativos! Ca ganda festarola."

publicado por pirikos às 14:31
Sábado, 15 / 01 / 11

Ausência

 

Temos estado ausêntos devido às "maleitas" que afectaram os pirikos desde o Natal:

 

 

 

 

O Afonso esteve com um princípio de uma bronquiolite, com febre e com uma respiração que cortava o coração só de ver. Escusado será dizer que passei a noite de passagem de ano a olhar para ele com medo de tudo e mais alguma coisa.

 

 

O Diogo esteve com uma infecçãozita na pilita e com uma gripe que trouxe febre e ranhoca (ainda anda cheio de ranhoca).

 

Nestes dias todos quando pensava em balanço do ano de 2010 (que acho positivo, já que nasceu o meu pirikito; houve saúde e fomos tendo trabalho) e em desejos para 2011 só me vinha uma coisa à cabeça:

 

SAÚDE!!!

 

E da maneira que isto anda... ...trabalho remunerado, por favor!

 

publicado por pirikos às 14:59
Domingo, 10 / 10 / 10

Malvadas cólicas

Chiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiu!

 

Tenho de dizer isto muito baixinho: parece que o piriko Afonso é um bocadinho mais calminho que o Diogo era (que ninguém me ouça!)

 

Mas...

 

... pois é, gabei-o e pumba! Vieram as malvadas das cólicas que o fazem contorcer de dores e esta noite foi o verdadeiro "São João". Não fez sequer 2 horitas e mesmo essas foi sempre numa agitação total, sempre a contorcer-se de dor, coitadinho.

 

Agora, depois de uma longa massagem e estimulação (não queríamos mas o sofrimento dele dói na alma de qualquer um) está a fazer um sonito.

 

Na sexta-feira foi aflitivo, contorcia-se de dores, chorava desalmadamente, tentámos de tudo mas não sossegava. Cansada de o ver chorar (e a chorar a par com ele) agarrei-o junto a mim mesmo sem fralda. Nesse momento, deve ter-se sentido mais seguro e acarinhado e... ... sujou-me toda, escorria merda cócó que parecia que nunca mais acabava, ainda deu para rir no meio daquilo tudo.

 

Como ele ainda só tem 11 dias não lhe estamos a dar nada, estou a tomar o biogaia a ver se passa qualquer coisa na mama, vamos fazendo massagens e de vez em quando lá vai a técnica do bebegel.

 

 

 

 

Para quem não conhece aqui fica a dica:

 

agarra-se num tubo de bebegel, espreme-se o conteúdo para um sítio qualquer (é para deitar fora); corta-se o fundo da bisnaga do bebegel, de modo a que fique um tubo de ar; "molha-se" a ponta do tubo num bocadito do gel que retirámos ou num pouco de vaselina; introduz-se no rabito do bebé (com cuidado para não o magoar) e...

... atenção que por vezes sai a jacto!!! Mas depois é um alívio.

publicado por pirikos às 12:49
Terça-feira, 28 / 09 / 10

Ainda aqui estou (não sei bem é por quanto tempo)...

E lá fui eu pelas 9h da matina à Maternidade...

 

O obstetra começou por me fazer uma eco e estava tudo ok (o piriko estava a respirar bem e líquido ok)

 

Disse-me que a intenção da consulta era apenas fazer uma avaliação intermédia e que seria para sexta-feira, tal como já tínhamos falado.

 

Mandou-me fazer um CTG, na horrível sala de indução, pelo que foi gozando com a minha cara por saber que não gosto nem só um bocadinho dela.

 

O enfermeiro que acompanhou foi comentando que estava com umas contracções (até aqui nada de novo) e heis que entra uma enfermeira e me diz: -"Está com muitas contracções, veio à urgência?" Respondi que não, que estava apenas a ser avaliada pelo Dr. M.

 

Terminei o CTG e aguardei que o médico chegasse...

 

Quando o avistei, vinha com um sorriso algo malendreco e disse-me: "-Ouvi dizer que está cheia de contracções, é verdade?"

Mostrei-lhe o registo e a reacção foi: -"Elá, não era para a avaliar, mas vou ter de a ver!"

 

E lá fui eu. Ao colocar as luvas foi gozando comigo: "-Vou colocá-la em trabalho de parto!"... Olhei para ele com um ar fuzilante. Riu-se e disse-me que só ia observar.

 

A dilatação mantinha-se a mesma mas disse-me que era para quando ele (médico) quisesse. Lá lhe disse novamente que não queria ser induzida e que preferia que fosse mais natural, nem que tivesse de subir e descer Coimbra vezes sem conta. Acordávamos que voltaria lá caso tivesse sintomas (contracções regulares; rotura de membranas...), caso isso não acontecesse para voltar na sexta, com a mala e que não me deixava sair.

 

Vim para a Figueira, almocei com a P. que faz hoje anos e agora estou aqui com umas contracções que me parecem cada vez mais regulares. Vou fazer aqui um registo do espaçamento do tempo que estão a demorar, mas acho que vou dar um saltinho a Coimbra...

 

Ora se por um lado não quero ter o puto pelo caminho (como é óbvio) tenho sempre medo de encontrar alguém na urgência que decida acelerar a coisa e mandar-me para a tal salinha...

 

Chega de converseta, vou ali tomar uma banhoca e tentar decidir o que fazer...

publicado por pirikos às 20:48
Domingo, 19 / 09 / 10

Mais do mesmo...

... Será possível que ainda continua a sair?????????

 

Terei eu rolhão mucoso até ao pescoço???

publicado por pirikos às 09:19
Sábado, 18 / 09 / 10

38 semanas

O início das 38 semanas tem sido recheados de peripécias, umas boas, algumas menos boas e outras péssimas (tão péssimas que nem vou aqui comentar, em respeito e admiração por um casal muito amigo e querido).

 

 

Então vejamos como estamos até ao momento:

 

 

 

Quinta-feira à tarde:

aula de ppp ... tudo normal, praticámos o período expulsivo, o papá piriko aprendeu o que tinha a aprender para participar e ajudar activamente no parto.

Falei com a enfermeira da ppp e confessei-lhe que ando cheia de "minhocas na cabeça" por achar que o piriko anda a mexer menos que o costume. Aconselhou-me a ir à urgência fazer um ctg...

... Na urgência: tensão a 15/9 (devia ser dos nervos, espero, pois a urina não acusou nada); fui observada pelo obstetra - 1,5 cm de dilatação e colo mole; mandou-me fazer ctg - contracções regulares de 7 em 7 minutos. Ponderaram que lá ficasse e eu pedi para não ficar (já sabia que se ficasse iam-me induzir o parto). Voltei para casa.

 

 

Quinta à noite:

contracções regulares de 5 em 5 minutos (todas elas nada dolorosas e portanto nunca tinha dado grande importancia, não fosse a médica da urgência dizer-me para estar alerta).

Telefonei ao meu GO e fui novamente às urgências da MBB. Novo ctg e... contracções a desaparecerem (acho que o piriko sabe que nao gosto nada daquele hotel); observaram-me e estava igual à tarde (1,5 cm de dilatação).

O meu GO foi fantástico, passou por lá (mas desencontramo-nos e depois ligou para lá a saber se eu tinha ficado internada... espero que no dia P (parto) também seja um porreiraço, tá?). conclusão - voltámos para casa.

 

 

Sexta de manhã:

saiu o rolhão mucoso (pensava eu que em grande quantidade); contracções irregulares e nada dolorosas.

 

 

Hoje:

saiu uma quantidade exorbitante (mesmo) de rolhão mucoso - uma langonha gelatina, acastanhada, escura que ainda continua a sair mas aos poucos (deve ser impossível sair mais depois daquela avalancha, digo eu).

Estive todo o dia no relax, pois preferia que ele esperasse por um dia da semana (o médico não está lá aos fds).

Fiz uma valente sesta com o meu piriko Diogo e estive a lambuzá-lo mimá-lo, pois sei que o tempo daqui para a frente vai ser escasso e estive a aproveitar os últimos cartuchos de filho único.

À noite vamos ter jantarada em casa de uns amigos para me empanturrar de porcarias deliciosas o que achamos que será o último jantar de convívio durante os próximos tempitos...

 

 

Agora:

Estou calma, quieta, com umas moinhas e contracções irregulares (sem dor) pelo que acho que ainda não é por agora. Mas como disse a médica da urgência, será para breve.

 

 

O meu GO na última consulta disse-me: - "se não nascer até lá, venha ter comigo à MBB no dia 24 (sexta-feira) e, pelo sim pelo não, traga a mala ;)

publicado por pirikos às 18:32
Sábado, 04 / 09 / 10

Dores e desconfortos das últimas semanas de gravidez

A gravidez é uma fase muito bonita da nossa vida. Gerar um ser dentro de nós; senti-lo movimentar; acompanhar o seu crescimento e desenvolvimento é realmente fantástico.

 

 

Mas as últimas semanas de gravidez têm tanto de boas como de desconfortáveis. Acentuam-se os medos e ansiedades e...

 

... aparecem os maiores desconfortos e dores associados a esta fase!

 

 

Desenho de Ana Ignatieva

Imagem de Anna Ignatieva

 

 

 

Ora, eu não sou excepção!

 

Se tenho dias em que ando muito bem, tenho outros...

 

... Ora é o piriko a dar pontapés nas costelas; ora são dores na zona dos rins que doem como tudo; ora são os esticões que parece que o bebé vai sair a qualquer momento; ora são as cólicas para defecar que me têm levado aos arames.

 

Agora mesmo estou a escorrer em suor em virtude de ter ido à casa de banho.

 

Estou pelo menos 15 a 20 min para tentar fazer alguma coisa e as dores são tantas que suo por tudo quanto é poro e sinto-me mesmo a desmaiar. É incrível mas a sensação que tenho é a de estar em trabalho de parto na fase de expulsão... a sério, malditos intestinos (conversa de m.......).

 

 

 

 

 

publicado por pirikos às 11:37
Map
Um blog sobre a aventura da gravidez e da maternidade!

O Diogo em Imagens

Abril 2012

D
S
T
Q
Q
S
S
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

mais comentados

mais sobre mim

Uma família de Pirikos...